fbpx

BC Vai Leiloar Dólares Para Conter Alta no Câmbio

Para conter a volatilidade do câmbio, o Banco Central vai leiloar US$ 3,75 bilhões das reservas internacionais com o compromisso de comprar o dinheiro daqui a alguns meses

Redação DuMoney 20 de maio de 2019 atualizado às 18:53

Banco Central vai leiloar 3,75 bilhões de dólares até quarta-feira. (ilust. Pixabay)

 

Para conter a volatilidade no mercado de câmbio, o Banco Central (BC) leiloará até quarta-feira (22) US$ 3,75 bilhões das reservas internacionais com o compromisso de comprar o dinheiro daqui a alguns meses. Desde março, a autoridade monetária não fazia esse tipo de operação.

Cada operação ocorrerá em duas etapas, das 12h15 às 12h20 e das 12h35 às 12h40. Esse será o 11º leilão desse tipo no ano. Em 2019, o Banco Central injetou US$ 7,925 bilhões das reservas internacionais no mercado.

Previsões

Nos últimos dias, o dólar tem enfrentado fortes oscilações num cenário de instabilidade na economia internacional e de tensões domésticas com a revisão para baixo do crescimento econômico e as negociações em torno da reforma da Previdência.

Entenda as razões da alta

Em um dia de tensões no mercado de câmbio, a moeda norte-americana voltou a subir na sexta-feira. O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 4,102, com alta de R$ 0,065 (+1,62%). A divisa está no maior valor dos últimos oito meses (desde 19 de setembro / R$ 4,124). Somente na semana, a cotação subiu 4%.

A semana foi marcada pela revisão para baixo do crescimento da economia brasileira. Na quarta-feira (15), o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que funciona como uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país), encolheu 0,68% no primeiro trimestre de 2019 contra o último trimestre de 2018.

No cenário externo, a tensão comercial entre Estados Unidos e China dominou as preocupações. Os dois países atravessam uma escalada de tensões comerciais, após os Estados Unidos terem sobretaxado produtos chineses em US$ 200 bilhões na última semana. Na segunda-feira (13), o país asiático informou que aplicará tarifas sobre US$ 60 bilhões em mercadorias norte-americanas a partir de junho.

Leia mais: Governo Reduz Expectativa do PIB para 1,5%

 

Em Últimas notícias

Recomendadas para você