fbpx

Como o CEO de uma empresa de US$ 1 trilhão toma suas decisões

Redação DuMoney 24 de setembro de 2018 atualizado às 14:40

Jeff Bezos, líder da Amazon, revela como toma suas decisões no dia a dia de uma empresa que ostenta a marca de US$ 1 trilhão em valor de mercado

Segundo Bezos, há uma fórmula para administrar uma grande empresa / Schutterstock

2443

Tomar inúmeras decisões importantes em apenas um dia faz parte da rotina de um CEO. Estar na pele, por exemplo, de Jeff Bezos, o todo-poderoso presidente da Amazon, é ter que decidir em uma mesma manhã, por exemplo, se a gigante do varejo online americana deve comprar uma empresa ou abrir um escritório em um novo país.

E cada uma dessas decisões nada triviais são acompanhadas de perto pelos investidores sedentos para que o desempenho da companhia, que acaba de bater US$ 1 trilhão em valor de mercado, não caia. Logo, a questão que fica é: como um gestor administra o e-commerce mais valioso do planeta?

A FÓRMULA PARA GERIR O NEGÓCIO DE US$ 1 TRILHÃO

Segundo Bezos, há uma fórmula para isso. A  primeira coisa é dividir as decisões em dois tipos: 1) as definitivas ou aquelas que são praticamente irreversíveis. Ou seja, escolhas que precisam ser feitas de forma bastante cautelosa.  2) os posicionamentos mais comuns.

LEIA MAIS: Como fortalecer a mente para ter sucesso nos negócios

Um exemplo básico para o primeiro é a aquisição de uma startup, pois trata-se de um processo que exige, nas palavras de Bezos, “avaliações metódicas, cuidadosas, feitas lentamente, com muita deliberação e aconselhamento.”, não sendo uma decisão que você toma por impulso.

Já o segundo tipo pode ser a prioridade entre esse ou aquele recurso para um novo produto. Apesar de ser uma escolha importante, há espaço para testes. E, caso você esteja errado, sempre é possível voltar atrás e ajustar o que for necessário. Curiosamente, segundo Bezos, ao atingir um cargo de CEO de uma multinacional, grande parte das  decisões a serem tomadas se encaixa no tipo 1.

DECISÕES ERRADAS TEM REFLEXO RÁPIDOS

CEOs experiente costumam dizer que a única coisa boa das decisões erradas é que os reflexos negativos chegam rápido. Principalmente, em ambientes tão competitivos, como é o caso da Amazon. Por isso, a capacidade de reação também é muito importante.

Nas palavras de Bezos, “não dá para ficar semanas esperando um resultado desejado. Esse, aliás, é um erro que muitas pessoas cometem. “Se você for realmente iterativo, terá muitas chances de escolher, revisar e refinar. Faça o melhor que puder com base nos dados que tem hoje e comece a entregar já na mesma semana”. O essencial é continuar coletando dados e escolher melhor na semana seguinte.

Vale lembrar também que uma das frases mais famosas do CEO fala justamente sobre isso. “A maioria das decisões provavelmente devem ser tomadas com algo em torno de 70% das informações que você desejaria ter. Se você esperar por 90%, provavelmente, você está sendo lento.”

Sobre essa coletânea de dados, em vez de ficar planejando qual a métrica ideal para medir o sucesso ou fracasso de uma escolha, o melhor é usar o dado que você tem hoje para escolher o seu objetivo.

Em Liderança

Recomendadas para você