fbpx

Gerando o “Ruído”. Kahnemann Esboça Novo Livro

O professor anunciou que lança em 2021 seu novo livro Ruídos. Nesta entrevista, já se pode acompanhar a gestação do tema e da abordagem genial e simples de Kahnemann.

Redação DuMoney 11 de abril de 2019 atualizado às 15:13

O único Prêmio Nobel de Economia que é formado em Psicologia. (foto Youtube)

Versão DuMoney da entrevista em Inglês

O psicólogo ganhador do Prêmio Nobel de Economia e autor de Pensando Rápido e Lento, Daniel Kahnemann, foi entrevistado pelo professor Richard Thaler, da Universidade de Chicago, numa conferência em Londres, no distante 2015. A entrevista de Thaler com Kahnemann, ainda não fora traduzida para o Português, por isso nos arriscamos a uma versão.

O professor anunciou que lança em 2021 seu novo livro Ruídos. Nesta entrevista, já se pode acompanhar a gestação do tema e da abordagem genial e simples de Kahnemann. O leitor passeia ao longo de seus mais recentes trabalhos, bem como seus pensamentos e opiniões sobre uma série de questões que afetam economistas comportamentais hoje.

O que torna uma colaboração acadêmica boa?

“Sorte. Você tem que gostar das pessoas com as quais você colabora. Deter-se de uma maneira lenta, o que pode ser frustrante, mas se você gosta de interação social então é maravilhoso. Se você sente a magia quando está acompanhado, você vale mais do que qualquer um que está sozinho “.

Atualmente você está fazendo consultorias para o setor privado sobre Redução de Ruído, conte-nos sobre isso.

“Em muitas organizações, muitas pessoas estão fazendo trabalhos semelhantes, como por exemplo, aprovação de empréstimos, seleção de estratégias… O ruído é gerado quando duas pessoas estão tomando as mesmas decisões em nome da organização e não vão gerar a mesma informação final: as pessoas tendem a dar duas respostas diferentes. Tenho a sensação de que esse problema é completamente ignorado nas organizações. Então, se duas pessoas enfrentam o mesmo problema, qual é a diferença média de respostas diferentes? De 5 %, de 10%? Numa organização em que pudemos medir a diferença, a média entre dois indivíduos foi de 40%. Foi uma surpresa completa para a organização. Muito raramente duas pessoas tomam a mesma decisão de forma independente, então o ruído é produzido. O ruído é muito caro e é um problema que não é reconhecido. Reconhecemos que existe uma margem de erro, mas não reconhecemos a existência de ruído, quando na verdade esse ruído é mais fácil de controlar do que a margem de erro em si.

Se o ruído é ruim, mas a diversidade de opiniões é uma coisa boa, como diferenciá-los? A diversidade pode ajudar em muitas situações, mas o ruído não diz nada, as pessoas não sabem que existe, então não tomam medidas sobre a questão.

Os psicólogos tentam desmentir a ideia de que as entrevistas não podem ser feitas com sucesso. Como as entrevistas são menos ruidosas? Decompondo problemas em elementos, assumindo vários aspectos, lidando com eles sequencialmente e pontuando individualmente, desta forma é dada uma estrutura.

O que você aprendeu sobre como lidar com grandes organizações?

“O poder da influência é incerto, pode ser fortuito, o governo poderia ser mais simples, lidar com coisas que fortalecem mais pessoas ou fazem as pessoas se deslocarem de seu status, isso poderia ajudar muito”.

Então, ao projetar a política, você precisa pensar em quem será o perdedor?

Acredito na aversão à perda. Ao introduzir mudanças na maioria das situações, não há neutralidade – há potenciais perdedores e vencedores, e perdedores potenciais lutam muito mais do que potenciais vencedores. Qualquer um que queira promover mudanças deve pensar em quem são os perdedores e o que eles farão com você? Você descobre o que pode machucar você… O que está impedindo você de fazer o que você quer que eles façam… Então você pode reduzir a resistência e minimizar os danos

A chamada Psicologia Aplicada não foi bem? É um problema geográfico. A Psicologia Aplicada tem uma posição diferente no Reino Unido e nos Estados Unidos. No Reino Unido, ela sempre foi intelectualmente respeitável – muito mais do que nos Estados Unidos. “Aplicada” tinha uma conotação mais baixa, não foi por acaso que a BIT (Behavioral Insights Team) cresceu em Londres. “

Qual é a próxima coisa que a Economia Comportamental deve fazer?

“Muitas decisões ocorrem nas empresas e no governo, e muitas delas são de muito baixa qualidade, evoluíram, mas não foram projetadas para evoluir. O processo para tomar melhores decisões é um campo muito amplo. Vejo que, infelizmente, há uma fábrica que produz decisões…  em seguida, só em seguida, perguntamos como podemos melhorar a qualidade da produção “.

Leia mais: Nobel de Economia Revela Detalhes Sobre Novo Livro

Em Kahnemaneando

Recomendadas para você