fbpx

Depois de Aceleração, Dólar Fecha Estável em Maio

Na última semana de maio, o dólar acumulou queda 2,28%. O maior recuo semanal em quatro meses (na semana encerrada em 1 de fevereiro, a queda semanal foi de 2,91%).

Redação DuMoney 4 de junho de 2019 atualizado às 00:55

Apesar de um mês turbulento, câmbio fechou estável em maio. (Ag. Brasil)

 

O dólar norte-americano iniciou o mês de junho em queda. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (3), vendido a R$ 3,889, com recuo de R$ 0,035 (-0,9%). Abaixo de R$ 3,90 pela primeira vez em quase 50 dias, a divisa está no menor nível desde 15 de abril (R$ 3,869).

O dólar comercial abriu com pequena alta, mas caiu nas horas seguintes. Na mínima do dia, por volta das 15h, chegou a ser vendido a R$ 3,885. Nas últimas semanas, a moeda norte-americana enfrentou fortes oscilações, tendo atingido R$ 4,10 em 20 de maio.

No mercado de ações, o dia foi de tranquilidade. O índice Ibovespa, da B3 (antiga Bolsa de Valores de São Paulo), fechou esta segunda praticamente estável, com queda de 0,01%, aos 97.020 pontos.

Na semana, a moeda acumulou queda 2,28%. É o maior recuo semanal em quatro meses (na semana encerrada em 1 de fevereiro, a queda semanal foi de 2,91%). No mês, o dólar ficou praticamente estável, com leve valorização de 0,04%, depois de ter passado por fortes altas e romper, em 16 de maio, a barreira dos R$ 4 pela pela primeira vez desde as eleições do ano passado.

Em Investimentos

Recomendadas para você