fbpx

XP Aposta em App Robô Para Investimentos Pessoais

A fintech brasileira Olivia foi fundada nos Estados Unidos  e deve chegar ao Brasil prestando serviços de inteligência artificial para a gigante XP Investimentos.

Redação DuMoney 12 de março de 2019 atualizado às 16:44

Parceria XP-Olivia está prestes a chegar ao mercado brasileiro com novidades curiosas. (Imagem: Erik_Stein/Pixabay)

 

Uma fintech brasileira fundada nos Estados Unidos deve começar a funcionar no Brasil prestando serviços de inteligência artificial para a gigante XP Investimentos. A corretora fez um aporte de capital na Olivia, de Cristiano Oliveira e Lucas Moraes, que já tem 450 mil usuários ligados na sede do Vale do Silício. Um sistema de inteligência artificial vai direcionar os usuários a produtos financeiros oferecidos pela XP, personalizando os investimentos para cada perfil.

“Com um clique, o dinheiro do usuário registrado na conta da Olivia vai se tornar um investimento na XP”, explica Moraes. O valor do aporte não foi revelado. As duas empresas começaram uma parceria em setembro do ano passado, quando a XP lançou o robô de conversas Max, desenvolvido pela startup.

Como funciona

O aplicativo promete fazer o planejamento financeiro das pessoas cadastradas. Para isso, pede acesso aos dados de conta bancária e cartão de crédito do usuário. O programa consegue ler um padrão de ganhos e gastos. Por chat, a ferramenta faz perguntas e dá sugestões. Informando sobre a situação financeira do usuário, incentivando a economizar uma fatia de sua renda – listando informações sobre compras do mês, refeições feitas fora de casa e até comparando tarifas bancárias.

Em uso nos EUA, a ferramenta já faz pesquisas de preços em supermercados próximos do usuário e sugere novos padrões de compra. A empresa afirma que um usuário médio poupa mensalmente 0,8% da renda familiar quando começa a ser utilizado. Sessenta dias após o início do uso do app, o percentual poderia avançar para 5,7%. A empresa pretende direcionar esse dinheiro extra para a XP. Para faturar, a startup aposta em parcerias com redes de varejo, como restaurantes e bancos. A startup garante que os primeiros acordos já estão em andamento nos Estados Unidos.

 

Leia mais: O que são as Fintechs e Como Elas Podem Ajudar a Investir

 

 

Em Inovação

Recomendadas para você