fbpx

A 3ª melhor corretora para investir tem o melhor custo-benefício do mercado

Redação DuMoney 27 de dezembro de 2018 atualizado às 14:44

Neste fim de 2018, DuMoney republica as matérias mais lidas. Quem perdeu, ganha a chance de ler, e quem já leu, pode relembrar os assuntos mais discutidos do período. Na lista figuram temas como nudge, a teoria do Nobel de economia Richard Thaler; as novidades tecnológicas na agricultura brasileira; análise das melhores corretoras de ações para se investir; a ‘Taxa Rosa’, que faz com que mulheres gastem mais que homens. Falamos também sobre fintechs operando ações na Bolsa; listamos personalidades importantes para se seguir nas redes sociais; exploramos quais as empresas que mais lucram e demos o passo a passo para criar uma startup do zero. O DuMoney também apresentou Leandro Marcondes, fundador da Experiência de Sucesso, em um perfil e registrou o marco histórico do treinamento Millionaire Mind Intensive com recorde de público na última edição, em novembro de 2018

Pessoa mexendo no Home Broker pelo tablet

Para decidir qual a melhor corretora foram avaliadas a segurança do site, a experiência do usuário e a taxa de corretagem / Shutterstock

 

A contratação de uma corretora é obrigatória para pessoas físicas, ou seja, sozinho você não pode operar na Bolsa. Em geral, você precisa fazer um cadastro em uma corretora, pagar um depósito inicial e enviar os documentos necessários. Seguindo essas etapas, você recebe uma conta de investidor, como se fosse uma página personalizada, onde é possível acessar uma série de informações relativas aos seus investimentos.

Mas, antes de investir, é possível saber qual a melhor corretora? Todo ano, a associação de consumidores Proteste faz um estudo para determinar qual seria a escolha certa e lista as que têm o melhor custo-benefício para investir online. Dentre 10 corretoras, – como mostra a tabela abaixo – a plataforma da Rico Corretora foi considerada a “escolha certa”.

Para chegar a um resultado, a Proteste avaliou a qualidade dos serviços e taxas de operação das corretoras que registraram mais operações em 2017, segundo ranking divulgado pelo Banco Central.

 

TABELA DAS MELHORES CORRETORAS DE INVESTIMENTO

proteste_corretoras

Foram analisadas as 10 corretoras que tiveram mais movimentação em 2017 / Proteste

 

Essas corretoras passaram por avaliações qualitativas envolvendo os processos de cadastramento ou renovação, uso da plataforma pelo celular, clareza nas informações sobre as operações, navegabilidade, problemas nas execuções das ordens, análises disponíveis para o investidor e rapidez para efetuar transações.

Para investir em ações, as corretoras cobram duas taxas: a de corretagem – que pode ser um percentual sobre o valor de cada operação, uma taxa fixa ou um misto das duas – e a de custódia, que se refere aos serviços da Bolsa. O custo de cada uma também foi avaliado de acordo com três perfis de investidor.

LEIA MAIS: Por que as pessoas acreditam que vão ganhar na Mega-Sena

O perfil 1 realiza três operações de 2 mil reais cada por mês; O perfil 2 faz cinco operações mensais de 5 mil reais cada; e o perfil 3 realiza 10 operações de 10 mil reais cada por mês.

Entre as corretoras avaliadas, XP, Easynvest, Rico e Ativa também oferecem investimentos em renda fixa, o que permite ao investidor moderado formar uma carteira dentro da própria corretora. Dessa forma, ele não precisa abrir uma conta em outra corretora, o que geralmente gera um custo adicional.

Em Inovação

Recomendadas para você