fbpx

Finanças Pessoais: Como Organizar um Plano de Investimentos

Atraídos pela oferta de crédito cada vez maior e pelo grande apelo ao consumo, não estamos conseguindo definir nossa realidade financeira e nossas prioridades.

Redação DuMoney 6 de maio de 2019 atualizado às 17:18

Ninguém aprendeu na escola a organizar suas finanças. Então comece agora. (foto Pixabay)

 

Entender o que é a educação financeira facilita sua utilização no dia a dia. Para alguns, esta pode ser uma fase difícil de adaptação e compreensão, por isso, a DuMoney preparou esse artigo especial para você usar como guia e saber por onde começar a organizar suas finanças pessoais.

Qual é a importância da educação financeira?

Aprender a lidar com o dinheiro torna-se uma necessidade cada vez maior na vida de todos. Atraídos pela oferta de crédito cada vez maior e pelo grande apelo ao consumo, não estamos conseguindo definir nossa realidade financeira e nossas prioridades.

Sendo assim, muitas vezes, além de não conseguir poupar, acabamos endividados — comprometendo nossa capacidade futura de fazer um estoque mínimo de reserva. Está na hora de pensar em Educação Financeira!

Não pense que só você está preocupado com suas finanças pessoais. Muita gente já descobriu: nós não aprendemos na escola a organizar as finanças. Quase todos estamos despreparados, mas não precisamos continuar assim.

Autoridades governamentais, grandes empresas, ONGs, universidades, pesquisadores de todo o mundo já despertaram para esta realidade: é preciso educar o cidadão-consumidor. O Banco Central do Brasil, a Bolsa de Valores de São Paulo, corretoras, bancos, muitas instituições estão se preparando para ajudar cada um de nós neste processo.

Por onde começar?

O primeiro passo para começar o processo de educação financeira é admitir que precisamos de ajuda e, principalmente, escolher onde buscar o conhecimento básico.

Se você concorda com estas premissa, está na hora de começar, mas não esqueça que é um aprendizado. Fique ciente que você não vai saber tudo de uma hora para outra e aproveite para atentar-se aos principais motivos do endividamento, para sanar problemas futuros.

Uma forma eficiente é definir as áreas de conhecimento a conquistar e dividir o conteúdo. Teóricos de economia estabeleceram: você precisa aprender a separar os três princípios

  1. ganhar;
  2. fazer reserva;
  3. investir.

É preciso pensar nestas etapas. Comece anotando suas receitas e despesas e analise todos os dados. Talvez você perceba que gasta tudo o que ganha, então é preciso pensar em cortar custos ou buscar alternativas para aumentar a renda.

Caso você tenha dívidas, é preciso parar, renegociar e buscar uma situação de equilíbrio e, se o seu orçamento doméstico já proporciona alguma sobra, a recomendação é que não guarde seu dinheiro na poupança. Nós vamos falar muito mais sobre isso, mas saiba que a Caderneta de Poupança é uma forma fácil para perder dinheiro.

Leia mais:  Como Chatbots podem te ajudar a investir.

 

 

Em Educação Financeira

Recomendadas para você