fbpx

Nudge na Educação: qual a aplicação de teoria vencedora do Nobel nas escolas

Redação DuMoney 9 de outubro de 2018 atualizado às 15:32

O que é o Nudge? A Teoria Comportamental pode ser uma aliada no processo educacional. Veja como a secretaria de Educação de São Paulo diminuiu a evasão escolar

Economia Comportamental ajudou a diminuir a evasão escolar / Schutterstock

 

“Atenção: seu filho está com a frequência baixa na escola. É importante que ele volte às aulas, isso terá impacto profundo na vida dele”. A mensagem em tom de advertência chegou via SMS nos celulares de pais de crianças da rede estadual de ensino de São Paulo.

O motivo não poderia ser mais claro: o colégio em questão vinha registrando cada vez mais o aumento da evasão escolar, à medida que os alunos repetiam de série. E ainda havia um agravante nesta história: muitas vezes, mães e pais sequer sabiam que seu filho estava fora do colégio.

LEIA MAIS: Conheça os autores econômicos indispensáveis para sua carreira 

Uma medida aparentemente simples e de baixo custo teve impactos importantes. Primeiro, as notas de alunos que eram filhos do pais que receberam os SMS melhoraram. Já a taxa de reprovação entre esses estudantes caiu: 3%. De acordo com a secretaria Estadual de Ensino de São Paulo, a economia de recursos com a queda da repetência é estimada em R$ 12,4 para cada real investido.

INSPIRAÇÃO NA TEORIA DO “NUDGE” NA EDUCAÇÃO, VENCEDORA DO PRÊMIO NOBEL

Apesar de simples, o teste feito durante um semestre na escola, há dois anos, faz parte do programa EduqMais, de São Paulo. E a inspiração não poderia ser mais ambiciosa: Ricard Thaller, economista, ganhador do Prêmio Nobel, que, em 2016, recebeu a honraria pela teoria que batizou de “nudge“.

A teoria atesta que tomamos decisões diferentes, dependendo da forma como a questão é apresentada. Com base nisso, o “empurrão” seria capaz de moldar o formato das situações para levar as pessoas a tomarem determinado caminho. Não há limites para imaginar como poderia ser aplicada: imagina-se efetiva ao “empurrar” produtos aos consumidores, como também ao melhorar políticas públicas, como é o caso.

“SE A TEORIA FUNCIONA, OS GOVERNOS DEVEM USAR CADA VEZ MAIS”

“O nudge na Educação é uma das experiência mais novas que governos têm feito para mudar comportamentos. Há casos de muito sucesso na Europa. Alguns países, com o nudge, conseguiram aumentar o número de doadores de órgãos, outros trabalham com a teoria para reduzirem a quantidade de acidentes nas estradas. Muita gente associa a teoria às vendas, mas estamos falando de comportamento humano. Se ela funciona, os governos devem usar cada vez mais”,  afirma o professor de Economia da UNB, Carlos Alberto Ramos, pesquisador de temas da Economia Comportamental.

Em Economia Comportamental

Recomendadas para você